1 Comment

Entrevista Shield Wall (Raw BM: Região dos Lagos, RJ, Brazil)

10893922_1536945696564972_2130914182_n (1)

SHIELD WALL vem das praias da região dos lagos, no Rio de Janeiro. Uma nova banda de Black Metal com foco na estética pagã. Aqui, eles vão falar sobre a música deles e a controvérsia que foi gerada em torno da banda. You can read this interview in English here.

De onde vocês são, há quanto existem e qual a formação?
YULEVAR Nós somos de Rio das Ostras, uma cidade da região dos lagos no estado do Rio de Janeiro, a Shield Wall foi formada no dia 4 de Abril de 2014, por mim Elvis Yulevar e Rafael “Nachthowl” Siqueira. A Shield Wall passou por várias modificações ao longo deste período até se estabilizar comigo Elvis Yulevar no baixo e vocal, Rafael “Nachthowl” Siqueira na guitarra e Fabio “Amarok” Barreiros na bateria, porém agora em dezembro decidimos aumentar o grupo com mais um guitarrista e um baixista deixando eu apenas no vocal.

10377370_1540500846194633_4940302504500392880_nFale um pouco sobre a música e a estética da banda.
YULEVAR As nossas músicas possuem temáticas pagãs, anti cristãs e algumas com um teor elevado de blasfêmia. A música Kill the Christians que é a nossa música mais conhecida tem uma temática totalmente anti cristã e blasfêmia. Nos posicionamos contra a ideologia Cristã, NS ou qualquer outra ideologia de política na música e no geral buscamos buscar a essência da liberdade de viver sem medo de morrer, basicamente isto que acreditamos que o Black Metal deva ser vivido.

Quais foram os lançamentos até agora?
YULEVAR Nós lançamos o Single Kill The Christians e gravamos o EP Modir Vanadis que ainda não foi lançado estamos vendo com alguns selos para lançarmos e ainda não resolvemos esta questão. Mas creio que ate fevereiro de 2015 esteja já disponível.

Costumam tocar ao vivo, quais foram os últimos shows?
YULEVAR Fizemos poucas apresentações estamos conversando com vários organizadores e pessoas envolvidas no underground, fizemos um show em novembro aqui na região e repercutiu muito bem. Temos uma data confirmada pra abril de 2015 em Cabo Frio, que terá a Banda Sepultura.

Vi que há uma polêmica relacionando a banda a grupos de NSBM, gostaria de esclarecer? Por que surgiram esses comentários?  
NACHTHOWL Infelizmente, na cena Black Metal underground, tem muita coisa mal esclarecida. E há uma certa galera que cria uma grande confusão quando se trata da simbologia pagã.
Muita galera liga tais simbolos com movimentos de extrema direita, sendo que os mesmos que tomaram tais simbolos para seus emblemas e propagandas. Isso é algo muito triste e preocupante, porque além de nos prejudicar, é resultado apenas da falta de instrução e conhecimento. Eu não sou NS por tatuar a runa sowelu que foi usada pela SS em seus posteres, sendo que pra mim eu tenho um significado muito importante e que juro, se distancia de qualquer ideologia nazi, fascista, preconceituosa, racista, anti-semita, etc. Assim como o Yulevar tem várias tatuagens de simbolos pagãos e enfim, é triste ver uma galera que não procura saber do que se trata e já caça confusão pro nosso lado. Qualquer idiota sabe que ter sua banda tachada de NS destrói suas chances de fazer um nome limpo e honroso na cena Underground, e é muito injusto ver isso acontecendo com integrantes dedicados e que apenas querem propagar o seu som, respeitando o espaço e as pessoas do mesmo. Nosso círculo, até então, um pouco fechado, de pessoas que nos conhecem, sabem muito bem como somos tranquilos com muita coisa e sabem muito bem a quem nossa intolerância é direcionada. Então chega, a Shield Wall nunca foi, não é e nunca será uma banda de ideologia NS, este boato tem que acabar e já.

Quais as principais influências?
NACHTHOWL As principais influências da banda, acredito que sejam Bathory, Old Burzum, Darkthrone e um pouco de Falkenbach e outras bandas pagãs. Eu, particularmente, tenho certa influência do DSBM, algo que se pode ver em algumas passagens de Modir Vanadis, talvez.

Cite algumas bandas da cena local que vocês admiram e recomendam.
NACHTHOWL Além das bandas onde tocamos paralelamente (AMAROK & Eu; Persecuter e YULEVAR; Incarnum e Abomination Wide), nós recomendamos o Vingador, banda da cidade de Macaé que tem uma tragetória já com mais de 15 anos e que sempre seguiu um caminho honroso, nunca desviando de seus objetivos fieis ao Underground. Assim como a Left Hand e a Lethal Dose de Barra de São João, Undaunted de Cabo Frio e diversas outras bandas. A cena underground da Região dos Lagos é muito rica. Vale a pena procurarem melhor sobre tal.

Quais os planos para o futuro?
YULEVAR Nossos planos pro futuro se baseam em mater o padrão das letras, nos envolvermos com o underground no Brasil inteiro, estar sempre buscando novos amigos da cena Black Metal do Brasil, proporcionar boas melodias com a pegada Raw Black Metal, para que possivelmente  saia um albúm Full ate o inico de 2016, além do clipe oficial que estamos analisando também.

Vocês têm algumas letras em português. A maioria das bandas de BM costuma cantar em inglês. Por que essa decisão? Acha que isso influencia na percepção da música?
NACHTHOWL Ah, com certeza. Assim temos ainda a certeza de estar passando a mensagem de maneira correta, de forma compreensível. É lógico que, poderiamos fazer tudo em Inglês pensando no exterior, mas foda-se, primeiro devemos lembrar de nossa casa, para depois pensarmos nos de fora. Eu penso assim, honra ao Metal Nacional em primeiro lugar. E se com todas as letras divulgadas e parte delas em Português, já conseguem mal interpretar nossas ideias, imagina se a gente se atrevesse a cantar em outros idiomas? Ah não, Português é nossa língua e provavelmente, seguiremos compondo mais letras dessa forma.

 



Mondo Satania: Black Metal worldwide is on Facebook.

Are you in a band too? Get in touch with us.

 

Advertisements

One comment on “Entrevista Shield Wall (Raw BM: Região dos Lagos, RJ, Brazil)

  1. […] From the beaches of the lake region in Rio de Janeiro, comes Shield Wall, a new Black Metal band with a focus on pagan aesthetics. Here they talk about their music and some controversy around them. Leia a versão em português aqui. […]

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: